comic sans

A odiada Comic Sans e o que podemos aprender com ela

30 de novembro de 2018 1 Por Bolha Criativa
Compartilhe por aí!
Tempo de leitura: 4 minutos

Comic Sans é uma criação de Vicent Connare, que foi concebida em 1994 enquanto trabalhava na Microsoft e analisava um programa chamado Microsoft Bob.

Esse programa nada mais era que uma interface amigável do Windows para usuários iniciantes. Tinha balões de texto falados por um cachorrinho carismático chamado Bob. O problema era que o programa utilizava Times New Roman! E você sabe que é uma fonte mais formal que não combinava com a proposta de apresentar o Windows a novas gerações.

Sendo assim, Connare dedicou seu tempo na criação de uma fonte para substitui-la, pegando como referência as letras desenhadas que já existiam nos “comics”, HQs ou gibis (como preferir).

Assim nasceu a Comic Sans.

comic sans

A ironia é que ela nasceu já fadada ao fracasso.

Quando os designers do Microsoft Bob foram implementá-la no programa, descobriram que suas proporções ficariam fora dos quadros desenhados especificamente para a Times New Roman.

E como tempo é dinheiro, a Microsoft descartou a ideia de Connare para o Bob e lançou o programa com a famigerada Times New Roman.

Entretanto, a contribuição de Connare não foi para o lixo. Com o lançamento do Windows 95, a Comic Sans entrou para o hall das fontes padrões do Windows e assim começou a ser difundida em vários lares deste planeta.

Então você deve ter lido o título do artigo e me diz: Você odeia a Comic Sans? Por que? Ela é uma fonte tão legal!

Por que odiamos Comic Sans…?

E eu respondo: Sim, EU ODEIO A COMIC SANS! Mas só odeio quando é usada de forma incorreta e essa é justamente a fonte (desculpe pelo trocadilho) dos problemas dela.

A fama da Comic Sans foi tão grande que as pessoas começaram a usar exageradamente em qualquer tipo de ocasião!  Para convites de casamento, relatórios, placas e até mesmo trabalhos escolares! Eu mesmo admitido que tive um passado… bem, não vou entrar em detalhes…

E até hoje ela tem certa má fama.

Mas o objetivo aqui não é especificamente sobre a Comic Sans. E sim, um estudo sobre como usar qualquer tipo de fonte corretamente.

Logotipo

placa com comic sans

Vamos supor que estou procurando um advogado sério e, passeando pelo centro da cidade, encontro um escritório com a placa acima.

A impressão que eu tenho é que toda a seriedade que estou procurando é diminuída. Se o advogado tivesse usado uma fonte mais condizente com que ele faz, eu ficaria mais seguro:

Acima, usando uma fonte mais formal e serifada como a Constantia, recuperamos a credibilidade de um advogado desse porte.

Trabalho Escolar

capa de trabalho Comic Sans

Acredito que o trabalho acima seria uma boa estratégia para chamar a atenção desde o início do professor, se o assunto fosse fontes tipográficas (mais um trocadilho). No caso, as regras da ABNT deveriam ser usadas e as fontes trocadas pela fonte preguiçosa Arial ou a famigerada Times New Roman (nesse caso, seria mais adequada do que a Comics).

Capa de trabalho Times New Roman

Placas

Qual das placas abaixo deixaria você mais receoso (a) na hora de entrar na casa de alguém?

CUIDADO COM O CÃO

Parabéns se você escolheu a de cima! Obviamente eu também ficaria receoso com a de baixo, porém me daria a impressão que faltou algo para completar a placa tipo: “CUIDADO COM O CÃO. ELE PODE TE MATAR DE CARINHO.”

Bons exemplos para se usar a Comic Sans

Então, com base nesses exemplos estou querendo dizer para você NUNCA usar Comic Sans? Claro que não! Não faltam boas ocasiões para se usá-la. Veja abaixo:

homem pipoca Comic Sans

No exemplo acima usamos a fonte Arial. Talvez seja a fonte padrão que nada mais é do que o feijão com arroz básico do design. Ela serve pra quase tudo, mas diminui drasticamente o poder de imagens que poderiam ser muito melhores se empregadas uma fonte com mais emoção. Veja como a Comic Sans é eficaz abaixo:

homem pipoca Comic Sans

Viu como ela funciona melhor  em um quadrinho? Usei a inspiração de Connare e a Comic funciona muito bem em sua proposta. Veja mais dois exemplos abaixo:

Convite engraçado
Logotipo infantil

Conclusão

Com base em tudo que vimos, posso afirmar que qualquer fonte que foi criada com um objetivo claro pode ser utilizada dependendo do contexto.

No caso da Comic Sans é uma fonte para ser usada de maneira informal em artes engraçadas, textos com teor divertido e também num contexto infantil.

A Times New Roman é uma fonte mais séria para ser utilizada em situações mais formais e a Arial… bem, serve pra qualquer coisa. Leia aqui nosso artigo sobre fontes mais utilizadas do mundo!

Diga nos comentários o que achou deste artigo e comente se gosta ou não da Comic Sans. Queremos saber muito sua opinião!