Você está competindo na corrida de ratos?

1 de dezembro de 2018 2 Por Bolha Criativa
Tempo de leitura: 3 minutos

O Sistema existe desde que você nasceu.

Quando crianças, somos abordados pela seguinte pergunta: “O que você vai ser quando crescer?”. Após a conclusão da escola, em muitos casos o aluno sabe exatamente o que responder. Uma futura profissão que consequentemente fará com que ele escolha uma faculdade ou algum curso específico.

As vezes a profissão escolhida é por paixão; outras vezes é apenas para ter uma ocupação; Dezenas de casos são o das pessoas que erram a profissão, partem para outra ou ficam presos como se a mudança fosse a pior escolha. Afinal, é muito mais fácil se acomodar e do que sair da zona de conforto.

Mas pelo menos essas pessoas têm ou tiveram um plano. Algumas saem da escola sem saber o que fazer e acabam parando em empregos que não farão a pessoa brilhar.

Porém, mesmo tendo o emprego dos sonhos ou não, você faz parte do Sistema. Um Sistema que tem como base a educação e o mais importante, o trabalho.

Desde cedo somos obrigados a trabalhar e isso não é problema algum. Pelo contrário, trabalhar é digno. Ganhamos dinheiro e como o mundo gira em torno das cédulas, sem dinheiro você não consegue viver.

Por causa do dinheiro as pessoas comuns entram no piloto automático, num ciclo quase sem fim, como ratinhos correndo em suas rodinhas nas gaiolas. Se esforçando ao máximo, mas não saindo do lugar. Porque você só trabalha para sobreviver. O dinheiro vai acabar indo para seus boletos. Trabalhando o dia inteiro, não sobra tempo para aproveitar a vida e o que sobrar do dinheiro não vai ser gasto pelo simples fato de não existir tempo para fazer outra coisa a não ser trabalhar. Você continua na mesma casa, mesma cidade, com (ou sem) o mesmo carro. E assim a vida segue, de segunda a segunda. Se você se identificou com isso, afirmo que está na Corrida de Ratos.

Se você está conformado com isso, não tem problema. Na verdade, a maior parte do planeta está. Todos esperam (alguns mais ansiosos do que deveriam) o momento da aposentadoria. Assim, na idade certa, acabam saindo da rodinha de exercício e se sentam porque já se esforçaram e estão cansados demais para continuar. Mas pensar nisso já trás consequências.

Seu corpo e sua mente não serão mais os mesmos. Enquanto você estava preso na Corrida de Ratos desperdiçava algo mais valioso que o tempo e dinheiro: sua vida. Deixou para chegar a velhice para entrar em férias eternas, mas não seria ótimo se você tivesse a liberdade de viajar e aproveitar a vida logo no começo, dos 20 aos 30 anos? Não estou dizendo para largarmos nossos empregos (afinal alguém teria que pagar nossas regalias) e sim encontrar uma maneira de trabalhar e ao mesmo tempo ter uma liberdade.

Porque cá entre nós: trabalhar 8 horas os dia, enfrentar o trânsito, pegar vários ônibus, não gostar dos chefes e ter apenas tempo para dormir não é a vida que merecemos.

Mas aí você que está lendo isso está achando que é uma utopia, uma vida fácil assim não existe. Realmente. Para ter uma vida fácil é difícil. Muito difícil. É por isso que a maioria está na Corrida de Ratos e uma minoria disfruta das liberdades que a vida oferece e, acima de tudo, está contribuindo com o Sistema.

Se você quer ser uma delas, saiba que o caminho não será fácil (para algumas beirando o impossível), mas ainda tem esparança. As maiores recompensas são os frutos dos nossos trabalhos mais difíceis. Nada vem de graça.

Basta ter uma mente criativa e empreendedora… Uma dose de coragem e sangue frio… Se você sabe que está na Corrida de Ratos, leu esse texto e despertou desse transe, saiba que é o primeiro passo.

Boa sorte nas escolhas que fizer!

Compartilhe por aí!
error