Títulos criativos de filmes e séries #1

26 de abril de 2019 0 Por Bolha Criativa
Tempo de leitura: 4 minutos

Bem-vindos à nova série de artigos do Bolha Criativa! Há algum tempo fizemos um artigo sobre criação de títulos criativos. Esta série trará vários exemplos que iremos complementar com nossa bagagem cultural, obviamente.

Nosso critério tem dois fatores.

1º – Leva apenas em consideração o título dos filme/série, portanto pode ser que nem todas as obras citadas sejam extremamente criativas, mas o título sim. E as vezes também vamos levar em conta apenas o título original ou a nossa adaptação brasileira mesmo. Alguns filmes realmente possuem traduções bizarras, mas algumas são melhores e mais criativas que o título original.

2º – Os títulos possuem alguma metáfora, uma simbologia e um significado interessante de ser analisada, embora alguns possam ser julgamos como “títulos mornos”, aqueles que não chamam tanta atenção a princípio.

Game of Thrones

Vamos começar com a imagem do artigo, uma das séries mais sucedidas atualmente. Game of Thrones é baseado na obra As Crônicas de Gelo e Fogo do autor George R. R. Martin.

A história da série acontece em Westeros e envolve várias famílias que desejam sentar no famoso Trono de Ferro. Parte do mérito do título vai para George R. R. Martin, é claro, afinal o título da série provém do primeiro volume da série, A Game of Thrones, que no Brasil ganhou o título de “Guerra dos Tronos”, que convenhamos, é um bom título, mas que não representa muito bem.

Afinal, existe sim guerras para quem almeja sentar no Trono de Ferro, porém a série trata mais da política e dos movimentos dos personagens que estão envolvidos com a Coroa, portanto, o jogo dos tronos é uma metáfora muito bem empregada. É basicamente um jogo de estratégia a qual quando se joga, ou você vence ou você morre (parafraseando a icônica frase de Cercei Lannister para Ned Stark).

Destino Final (Premonição)

Premonição

A série de filmes de terror é conhecida no Brasil como Premonição, mas o título que escolhemos para a lista é o seu nome em inglês, Final Destination, ou traduzido, Destino Final.

A série conta as desventuras de jovens que após um deles prever a morte do grupo e salvá-los, a própria Morte os caça um por um. A versão brasileira Premonição é boa, afinal todo o enredo dos filmes gira em torno da famosa Premonição, porém Destino Final vai muito além.

Afinal, o assunto principal do filme não é a premonição, e sim a própria morte. E qual é o nosso destino final aqui na Terra? Inevitavelmente a morte.

Black Mirror

Black Mirror

Esta série em formato de antologia está na nossa lista de indicação de séries criativas para acompanhar na Netflix. O tema central é a tecnologia e suas consequências, sempre apresentando uma inovadora máquina e conceito e fazendo uma crítica elaborada sobre o mesmo.

Ao fazermos a tradução de Black Mirror, temos as palavras “Espelho Negro”, que nada mais é do que o espelho que nos rodeia em todos os lugares, as telas do celular, televisão e computador quando estão apagadas. No fundo, basicamente as telas são apenas isso mesmo e nós damos uma importância enorme a elas.

BACK TO THE FUTURE, Christopher Lloyd, Michael J. Fox, 1985. (c) MCA/Universal Pictures -.

De Volta Para o Futuro

A trilogia conta as aventuras de Marty McFly que após seu amigo cientista Doc ser baleado em sua frente, resolve usar sua última invenção para salvá-lo. Trata-se de uma máquina do tempo disfarçada de DeLorean. Para isso, ele viaja de 1985 para 1955, ou seja, vinte anos atrás pelo tempo no enredo.

Como em todos os filmes da franquia Marty precisa encontrar uma forma de corrigir os erros feitos por ele na linha do tempo do passado e voltar para o futuro, ou seja, 1985, portanto por isso que a franquia se chama De Volta Para o Futuro. Um título simples e criativo que não é obvio demais, como Viagem ao Passado ou Aventuras no Passado.

Esqueceram de Mim 2

Esqueceram de Mim

Um filme clássico de Natal dos Anos 90 que conta a história de Kevin, um garoto de oito anos de idade que simplesmente é esquecido pela sua família em uma viagem no Natal. Porém, ao ficar sozinho em casa ele deve defendê-la de um ataque de ladrões com armadilhas para lá de criativas.

O nome original do filme em inglês é Home Alone, simplesmente “Sozinho em Casa”, mas gostamos demais da adaptação tupiniquim do nome. Esqueceram de Mim valoriza muito mais a essência do filme, já que a enorme família de Kevin no meio de todas as suas obrigações acaba “esquecendo” do filho caçula. Uma boa crítica social a pais que estão mais preocupados a questões banais do que seus filhos.

Gostou? Compartilhe com os amigos e deixe seu comentário. Curta nossa página do Facebook para não perder nenhum artigo.

Compartilhe por aí!
error