Tipos de leitores e como identificá-los

20 de maio de 2019 0 Por Bolha Criativa
Tempo de leitura: 3 minutos

Bem-vindos leitores a mais um post do Bolha Criativa! Neste artigo gostaríamos de apresentar uma pequena série sobre perfis. Naturalmente, quando você trabalha usando sua criatividade, deve atingir vários perfis.

Neste caso em específico, vamos focar no perfil de leitores, seja você um deles ou o autor das histórias. Tenho certeza que você irá identificar/se identificar ou pelo menos rir com alguns deles. E acredite: eles existem mesmo!

O leitor apaixonado

Você pode simplesmente escrever o melhor romance jamais escrito ou sua lista de compras. O leitor apaixonado lerá tudo que seu autor favorito escrever e também atuará como guarda pessoal.

Sim, tudo bem ser fã e ler tudo que o autor escrever, mas a grande desvantagem do apaixonado é que ele enxergará o autor cegamente (o amor é cego, não é verdade). Não espere vê-lo fazendo críticas, apenas elogios e mesmo que a maior parte do público não tenha gostado do seu último livro, ele estará lá, o defendendo com unhas e dentes.

É fácil para o autor gostar e admirar o leitor apaixonado, mas as vezes é necessário que haja um feedback verdadeiro quando sua obra deixar a desejar. Afinal, as vezes você quer ver comentários melhores do que “Amei, quando sai seu próximo livro”?

O leitor fiel, mas sensato

Também é o tipo de leitor que o acompanhará tudo que o autor escrever, porém será bem mais crítico em relação ao que lê e estará apto para dar uma opinião com melhores argumentos e críticas construtivas.

Como é fiel, irá acompanhar suas obras com carinho, mas nesse caso lembre-se em dar ouvidos às opiniões deles. É para esses tipos de leitores que vale a pena continuar escrevendo!

O leitor sensato

Talvez ele não seja o seu maior fã, porém se vier a criticá-lo, terá bons argumentos. Talvez você não concorde com ele, talvez concorde. Use o feedback desse tipo de leitor como parâmetro para encontrar o que está levando o seu público-alvo a não gostar ou gostar de alguma coisa nas suas obras.

O leitor hater

Claramente é o contrário do leitor apaixonado. Geralmente ele sequer pode ser considerado um leitor, já que muitas vezes ele deve ter alguma coisa contra a sua obra e irá criticá-la com base no senso comum ou por puro preconceito.

Nesse caso, o melhor a fazer é ignorá-lo. Eles não são como os leitores sensatos, que mesmo não gostando da sua obra, podem muito bem ter bons argumentos para tal. O leitor hater critica por criticar, como um velho rabugento que reclama que “No tempo dele as coisas eram melhores”. Spoiler alert: “não eram”.

O pseudo-leitor

Por fim talvez o pior leitor da lista (se consideramos que o leitor hater não é, de fato, um leitor). Estamos falando de pessoas que se aproveitam das outras para obter vantagens ou por puro narcisismo.

No mundo literário, existem booktubers e blogueiros que fazem reviews e divulgações de livros. Até aí tudo bem, não fosse a existência de certos “profissionais” desta área que se aproveitam dos autores para ganharem livros e brindes de graça, sejam dos próprios ou da editora em troca de resenhas preguiçosas com teor de “leitor apaixonado”.

O objetivo deles, obviamente é agradar o autor e a editora e não pouparão elogios em suas críticas que mais parecem cartas abertas de amor. Não espere sinceridade, nem honestidade nesses casos. Infelizmente para um autor iniciante nada melhor do que alguém divulgar uma resenha demonstrando realmente que leram o livro e não simplesmente fingir que leu só para preenche-los em suas estantes no fundo do vídeo.

E é isso aí? Tem mais algum perfil de leitor para compartilhar com a galera? Diz aí nos comentários e não esqueça de curtir nossa página no Facebook para não perder nenhum artigo!

Compartilhe por aí!
error