Protagonistas vs Antagonistas

28 de dezembro de 2018 0 Por Bolha Criativa
Tempo de leitura: 3 minutos

Aqui no Bolha Criativa temos uma série de artigos sobre escrita criativa, incluindo um muito sobre como escrever um livro de ficção. Neste, vamos falar um pouco sobre a relação de protagonista versus antagonistas e resolver algumas dúvidas que grande parte das pessoas tem a respeito do assunto.

Quando se fala em protagonista, logo remetemos que são os mocinhos da história e que os antagonistas são os vilões. Na verdade, não é bem assim e depende muito do ponto de vista.

Aviso: as seções abaixo podem conter leves spoilers. Leia com moderação.

Protagonista

O protagonista é o personagem principal da história, aquele que a movimenta ou é o centro das atenções, pois acompanhamos a história pelo ponto de vista dele. Ele pode não ser o personagem mais inteligente ou mais forte, muito menos ser o responsável por salvar o dia, mas geralmente torcemos por ele de alguma forma, seja por conta da empatia que sentimos ou simplesmente pelo carisma do mesmo.

Exemplos famosos de protagonistas: Homem-Aranha/Peter Parker,
Marty McFly (De Volta Para o Futuro), Agente 007, Cinderela, Shrek, Mulher-Maravilha, Katniss e Lara Croft.

Antagonista

Já o antagonista é o personagem que possui objetivos contrários ao do protagonista ou o mesmo porém isso acaba causando algum confronto na história. Geralmente o mais comum definir antagonista como os vilões que confrontam os heróis protagonistas.

Exemplos famosos de antagonistas: Duende Verde, Lord Voldemort, Darth Vader, as irmãs e madrasta da Cinderela, Fada Madrinha (Shrek), Ares, Presidente Snow, A Trindade (Lara Croft).

Heróis vs Vilões

Para chegarmos ao objetivo do artigo, vamos a uma breve explicação: Afinal, o que é ser herói ou vilão?

Os heróis são os personagens que lutam pela justiça utilizando princípios morais e éticos. Geralmente são movidos por ações altruístas, sendo solidários e buscando o bem ao próximo da maneira mais correta possível. Suas histórias provavelmente seguem A Jornada do Herói. Exemplos de heróis: Harry Potter, Luke Skywalker, Frodo (O Senhor dos Anéis) e Dorothy (O Mágico de Oz).

Os vilões geralmente ignoram qualquer princípio moral e ético para atingirem seus objetivos. Nas histórias são as representações da maldade. Exemplos de vilões: Jason Voorhees (Sexta-Feira 13), Hannibal Lecter, Rainha Má (Branca de Neve) e Coringa (Batman).

Entretanto, nos tempos modernos é bem mais comum encontrarmos personagens que não são 100% altruístas e também podem (ou não) serem considerados completos vilões. É o caso dos anti-heróis, que possuem mais defeitos que os heróis clássicos, mas ainda assim buscam alguma realização pela justiça ou por vingança de algum personagem pior. Alguns exemplos famosos: Deadpool, Gru (Meu Malvado Favorito), Megamente, a Noiva (Kill Bill),
Rick O’Connell (A Múmia) e Han Solo.

Protagonista vs Antagonistas

Portanto, considerando nossas definições de heróis, anti-herói e vilões, podemos considerar que o protagonista pode ser qualquer um deles, assim como os antagonistas. Vamos a alguns exemplos:

Heróis x Vilões: Star Wars: Uma Nova Esperança

O protagonista Luke Skywalker se junta com Han Solo e Obi-Wan para usar o lado bom da Força para derrotar o Império e o vilão Darth Vader.

Anti-Herói x Heróis e Vilões:

Megamente é uma animação da DreamWorks muito curiosa que brinca demais com a definição dos personagens. O protagonista por si só seria um vilão, no entanto, conforme a história avança, descobrimos que no fundo Megamente não é totalmente um vilão, mesmo após supostamente matar o herói da história (primeiro antagonista) e criar acidentalmente um novo vilão que ele mesmo enfrenta (segundo antagonista), tornando-se um anti-herói.

Vilão x Heróis: Psicose

A secretária Marion Crane é a falsa protagonista do filme, por definição, uma anti-heroína após roubar o dinheiro da empresa a qual trabalhava. Entretanto, após a sua icônica morte no chuveiro, descobrimos que o protagonista é o vilão Norman Bates e os heróis antagonistas são a família de Marion e o detetive Arbogast. Mas obviamente, descobrimos que ele é o vilão no final da história…

O antagonista pode ser qualquer coisa!

Não necessariamente pode ser um ser vivo, mas também pode ser qualquer situação ou até mesmo o próprio protagonista pode ser o causador do caos dele mesmo. Alguns exemplos: O câncer de A Culpa é das Estrelas, o poder usado de forma errada em O Todo-Poderoso, o controle remoto no filme Click.

Utilizando tudo que viu aqui, você pode criar histórias sensacionais e brincar com as definições de seus protagonistas e antagonistas.

Compartilhe por aí!
error