Design: os tipos de clientes e como identificá-los

31 de maio de 2019 0 Por Bolha Criativa
Tempo de leitura: 3 minutos

Nós falamos em nosso artigo sobre talento em design gráfico que saber lidar com pessoas é uma das várias características que definem um bom designer.

Neste aqui vamos listar os tipos de pessoa que provavelmente você encontra ou encontrará em sua jornada pelo mundo do design. Lembrando que várias dessas características (para a nossa sorte, ou tremendo azar) podem ser apresentadas em alguns clientes, portanto, fique preparado! Sem mais delongas, vamos à lista!

O cliente humilde

Esse é o tipo de cliente que vai gostar de absolutamente tudo que você fizer na arte, sem discussões. Se tiver alguma alteração para dizer para você, vai começar com a frase (na maior humildade) “Se você conseguir fazer isso…”.

As vezes o cliente humilde é ótimo se você está esperando que ele aprove de uma vez, porém é bom tomar cuidado com ele: como aceita qualquer coisa, é possível que aceite também artes de gosto duvidoso. É seu dever como designer fazer algo bom para que ele enxergue o valor da arte.

O cliente “criativo”

Ao contrário do cliente humilde, o cliente criativo não aceitar qualquer coisa, exceto a ideia que ele mesmo inventou. As vezes a ideia é bacana, porém em outras as ideais quando postas em prática podem decepcionar ele ou apenas você.

Aí depende unicamente do gosto do cliente, mas você poderá ajudar a deixar o trabalho menos pior, se for caso ou até melhorar se for uma ideia boa ou razoavelmente boa. E primeiramente é melhor fazer o que o cliente pediu, só para ele ter ideia do quanto a ideia dele é ótima ou péssima.

Nem sempre as coisas dão certos com este cliente. As vezes ele pede o impossível e cá entre nós, somos designers, não deuses!

O cliente apressado

Esta característica deve ser a mais presente em quase todos os clientes, mas alguns se superam, é claro. Além do mais, clientes apressado, criativos e perfectionistas podem te dar uma dor de cabeça e um estresse assim que baterem na sua porta, então esteja preparado.

Eles querem tudo para ontem, acham que todo o trabalho será resolvido apenas com dois cliques no programa de edição e as vezes nem pagam entrada nem nada do tipo. E se você acha que é só em uma ocasião que está com urgência toda, é melhor rever seu conceito de cliente apressado. Eles sempre são assim.

O cliente estabanado

Eles são atrapalhados por natureza e com certeza vão ser um incômodo se forem apressados também. Esse tipo de cliente pedirá para você fazer algumas coisas na arte, mas você simplesmente não vai entender o que ele quer.

Ou vai mandar uma foto em baixa resolução e pedir milagres ou vai demorar para mandar as coisas que precisa por puro esquecimento. Ah! E quando o trabalho for aprovado, provavelmente ele não vai notar os erros que não foram corrigidos ou só notará quando o material já estiver sendo impresso ou publicado.

O cliente perfeccionista

Odiado por uns, amado por uma minoria, o cliente perfeccionista é aquele que apontará os defeitos de sua arte e fará você medi-los milímetro por milímetro com sua régua até ficarem completamente alinhados. Geralmente são os clientes criativos, então nessas horas é melhor respirar fundo e dar o seu melhor para agradá-los.

Talvez você tire bom-proveito da presença deles para fazer artes impressionantes, entretanto alguns deles podem fazer passá-lo raiva. O mundo não é perfeito, muito menos artes gráficas.

O cliente que paga… não com dinheiro!

Isso acontece muito quando você faz a arte para algum conhecido, amigo ou família. Além de eles manterem todas as piores características anteriores, no final das contas irão pagá-lo com camisetas, lanches ou outros favores. Dinheiro que é bom, nada.

Se for para ganhar uma camisetinha ou um refrigerante, que seja dinheiro… a menos que seja uma camiseta da ora!

O cliente que não paga

Eles são apressados, são perfeccionistas, pedem o impossível e nós fazemos tudo dentro dos conformes. No final das contas, eles não irão pagar e se você não tiver cuidado “roubarão” sua arte e lucrarão com ela de graça.

Todo o esforço foi jogado em vão, por isso consideramos como o pior cliente do mundo. Fuja deles ou crie maneiras para que isso não aconteça. Entradas ou artes em baixa resolução antes do pagamento podem ser úteis neste caso.

E é isso! Tem mais algum tipo de cliente que você conhece ou alguma história engraçada para contar? Compartilhe nos comentários!

Compartilhe por aí!
error