5 filmes criativos que questionam a realidade

17 de maio de 2019 0 Por Bolha Criativa
Tempo de leitura: 4 minutos

Afinal, o que é real? Será que a nossa percepção da realidade só está na nossa cabeça ou realmente é algo tangível? E se você descobrisse que sua vida é uma mentira e a realidade é algo inimaginável?

Bem-vindos a mais um post de Cultura Pop do Bolha Criativa. Os filmes da lista a seguir se destacam pela sua criatividade ao abordar questionamentos sobre a própria realidade.

Matrix

Matrix

O filme das agora irmãs Wachowski é inovador em muitos aspectos, tanto técnicos (que inspiraram vários filmes de ação dos últimos anos) quanto sua história extremamente filosófica.

Thomas Anderson é um programador que mundo hacker é chamado de “Neo”, que recebe de Morpheus a oportunidade de continuar na simulação chamada Matrix e viver sua vida ordinária ou conhecer a chocante realidade por trás dela. Ao escolher a verdade, Neo, o agora, Escolhido, deve enfrentar uma série de provações para salvar a si e a humanidade.

Estar preso na Matrix pode muito bem ser uma alusão à nossa própria vida: desde ficar na nossa zona de conforto ou acreditar em todas as “supostas verdades”.

Cidade das Sombras

Cidade das Sombras

Como o próprio nome já diz, a história se passa em uma cidade onde a noite é eterna e acompanhamos a jornada de John Murdoch, que começa a ser perseguido pela polícia após supostos assassinatos. O problema é que John está com amnésia e para piorar, seres estranhos também estão a sua procura.

Como em Matrix, a verdade pode muito bem ser bastante chocante e a realidade do mundo também ficará bastante questionável.

Fãs de A Origem (filme a seguir) vão notar as diversas inspirações que Christopher Nolan teve ao fazer várias passagens de seu filme.

A Origem

A Origem

Cobb (Leonardo DiCaprio) e sua equipe são conhecidos por serem “invasores de sonhos”, onde literalmente entram nos sonhos das pessoas para roubar informações. Após uma terrível tragédia familiar, Cobb é proibido de entrar na América e rever seus filhos, mas um rico empresário promete ajudar Cobb a retirar suas acusações, desde que o mesmo consiga “inserir” uma ideia no sonho de um empresário concorrente.

O filme aborda a diferença entre sonho e realidade e o quão imprudente é confundir os dois, podendo causar perdas trágicas, desde psicológicas e até mesmo físicas. Destaque especial para a criatividade na criação dos sonhos, mais realistas e arquitetônicos do que fantasiosos e abstratos, como “Alice no País das Maravilhas, por exemplo.

O Show de Truman

O Show de Truman

Truman tem sua vida desde o nascimento exibida 24 horas na televisão. A cidade em que vive é cenográfica é banhada por água e trancada por uma enorme cúpula, sendo habitada por atores, exceto Truman, que desconhece sua própria realidade. Para evitar que ele descubra a verdade, os produtores criaram vários traumas na vida de Truman, principalmente com a água, pois seu “pai” morrera por causa dela… Isso até ele ver o ator do pai dele em um papel de figurante…

A partir daí, Truman começa a perceber que algo está errado e quando se apaixona por uma figurante, inicia seus questionamentos. O Show de Truman é um dos poucos filmes mais dramáticos estrelados por Jim Carrey, que faz várias críticas, principalmente à televisão e aos realities shows em geral.

O Feitiço do Tempo

O Feitiço do Tempo

Por fim, temos um filme um pouco diferente dos demais, mas ainda sim filosófico o suficiente para nos fazer repensar sobre nossa vida e nossos sonhos. A história acompanha a vida de Phil, um repórter do tempo extremamente egocêntrico que é convocado pelo quarto ano seguido para cobrir as festividades do Dia da Marmota em uma cidadezinha do interior, ao invés de se tornar o âncora do telejornal, que previsivelmente, é seu maior sonho.

Entretanto, ao passar o dia no local, uma nevasca impede ele e sua equipe de saírem da cidade e obrigatoriamente deverão ficar hospedados na cidade. Mas quando Phil acorda na manhã seguinte, ele percebe que ficou preso no maldito Dia da Marmota, tendo que repetir o mesmo dia centenas e centenas de vezes.

É divertido acompanhar as tentativas de Phil de fazer os dias diferentes, mas a partir do momento que ele descobre que suas ações nada altruístas talvez sejam a causa do problema.

Gostou das dicas? Já assistiu a algum dos filmes acima? Compartilhe nos comentários e não deixe de acompanhar o Bolha Criativa para mais listas como esta!

Compartilhe por aí!
error