03 ótimos filmes que reinventam clichês

12 de julho de 2019 0 Por Bolha Criativa
Tempo de leitura: 3 minutos

Nós já falamos aqui no Bolha Criativa um pouco sobre como trabalhar bem com clichês usando sua criatividade.

A seguir damos alguns exemplos de filmes bem criativos que riem dos próprios clichês de seus gêneros.

Pânico

O clichê clássico de filme de terror slasher: um assassino louco e imortal persegue um grupo de adolescentes matando-os um a um. Halloween (Michael Myers), A Hora do Pesadelo (Freddy Krueger), Sexta-Feira 13 (Jason), entre tantos outros filmes usam o mesmo padrão.

Porém, o que aconteceria se um adolescente comum tentasse imitar esses assassinos famosos para transformar a vida da protagonista Sidney Prescott em um slasher movie?

O senso de paródia permeia a franquia Pânico, no entanto além de prestar uma grande homenagem ao gênero, consegue ser assustador ao mesmo tempo. Ghostface acaba se tornando um dos maiores assassinos ao lado de seus colegas de profissão.

A diferença aqui, como citamos no nosso artigo sobre filmes de terror com ideias criativas é que Pânico é um bom filme de mistério também.

Shrek

filmes clichês

Estávamos acostumados com a fórmula Disney de filmes baseados em contos de fada, onde havia uma bela princesa e um príncipe certinho que se apaixonavam durante a aventura. O clichê clássico foi quebrado com a franquia Shrek.

Afinal, o ogro, que poderia ser muito bem o vilão de qualquer uma dessas histórias acaba se apaixonando por Fiona, uma princesa que também não é nada comum. E é claro que não para por aí. Como em qualquer filme da Disney, a princesa ou o príncipe possuem um animal falante, que no caso de Shrek é o “irritante” Burro.

Os contos de fada literalmente estão virados de cabeça para baixo em Shrek. A Fada Madrinha, por exemplo, tão altruísta em Cinderela, aqui se transforma numa mulher interesseira mais parecida com uma bruxa. Seu filho, o príncipe encantado é… só um rostinho bonito mesmo. E, é claro, as princesas são mais poderosas do que imaginamos.

(500) Dias Com Ela

As comédias românticas são ótimas companheiras para tardes de tédio ou quando precisamos aumentar nosso ânimo um pouquinho. Afinal de contas, por mais que os personagens passam o filme todo tentando se acertar, finalmente o amor vence e todos terminam felizes para sempre, certo?

Pois a história de Tom e Summer em (500) Dias Com Ela vai seguindo esta linha até descobrimos que esse tipo de romance é bem mais comum nos filmes do que na vida real… E este filme é bem mais realista do que imagina no princípio.

E é isso aí! Sabemos que existem vários outros filmes que quebram alguns clichês, portanto não esqueça de visitar o Bolha Criativa para não perder nenhum artigo!

Compartilhe por aí!
error